Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Skip directly to content

Prefeitos de MS chegaram ao Atacama após percorrer a Cordilheira dos Andes, rota da Bioceânica

Data: 
21/11/2022 - 10:15
A missão técnica de Mato Grosso do Sul é formada por onze prefeitos e assessores

A missão técnica de Mato Grosso do Sul, formada por onze prefeitos e assessores, já percorreu mais de 1.300 quilômetros do traçado da Rota Bioceânica, saindo de Porto Murtinho no sábado (19) e chegando no domingo à noite em São Pedro do Atacama, destino turístico do Chile. A comitiva, liderada pelo prefeito murtinhense Nelson Cintra, participa do Fórum dos Territórios Subnacionais do Corredor Atlântico-Pacífico, que começa nesta terça-feira (22) em Antofagasta.

A participação dos prefeitos de várias regiões do Estado nessa convenção é uma oportunidade de conhecerem a rota em implantação, com a pavimentação do trecho paraguaio de 495 quilômetros entre as fronteiras com Mato Grosso do Sul e Tartagal (Argentina). A visita propiciará conhecimento dos projetos em andamento dos parceiros do Brasil, que também se preparam para ampliar o mercado externo e levar desenvolvimento ao longo da rota.

“É um momento histórico para o Estado e Porto Murtinho, e o envolvimento dos prefeitos avançará os planos que visam preparar as nossas cidades para integrar a Bioceânica, por meio da conexão das rodovias estaduais com a BR-267 e a saída para o Pacífico”, observa Vivian Cruz, assessora de projetos. “O contato com as autoridades bilaterais, nesse encontro, visa também identificar negócios, como o turismo, e traçar a planificação das cidades”, acrescenta.

Oportunidade de negócios

O fórum segue até o dia 25, com a participação de autoridades, técnicos e empresários do Brasil, Paraguai, Argentina e Chile. Após a solenidade de abertura, às 9h de amanhã, serão formados grupos de trabalho para discussão de vários temas, como indústria e comércio, procedimentos aduaneiros integrados, infraestrutura, transporte e logística e turismo. Haverá também a participação de uma comissão formada pela rede de universidades dos quatro países.

A comitiva dos prefeitos – o comboio é formado por 14 veículos – saiu ontem de Tartagal, cidade argentina situada a 130 quilômetros da fronteira com o Paraguai, e após passagem por San Salvador de Jujuy tomou o destino para San Pedro do Atacama, num percurso de 775 quilômetros. No trajeto, a missão técnica conheceu a Cordilheira dos Andes - que faz parte do traçado da Rota Bioceânica -, um dos monumentos da natureza na Costa Oeste da América do Sul.

Depois de enfrentar o forte calor (48 graus) no Chaco paraguaio, no domingo, a comitiva prosseguiu a viagem em um clima ameno (em torno de 23 graus), chegando ao Paso de Jama, fronteira com o Chile, após superar os mais de quatro mil metros de altitude. No início do Deserto de Atacama, no entanto, os prefeitos foram surpreendidos com um frio de 1 grau e sensação negativa devido ao vento. Chegaram em San Pedro do Atacama com temperatura de 20 graus.